quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Desbravador

Quando eu era criança, no começo dos anos 80, eu frequentava a Igreja Adventista do Sétimo Dia-Marco, em Belém (PA). Lá tinha (e tem até hoje) um clube de crianças e adolescentes, chamado de Clube dos Desbravadores. Na igreja que eu frequentava, o nome do clube é "Pioneiros".
De acordo com o site Clube de Desbravadores, desbravadores são:
"... meninos e meninas com idades entre 10 e 15 anos, de diferentes classes sociais, cor, ou religião. Temos reuniões uma vez por semana para aprender a desenvolver nossos talentos, habilidades, percepções e o gosto pela natureza.
Nós vibramos com atividades ao ar livre. Gostamos de acampamentos, caminhadas, escaladas, explorações nas matas e cavernas. Sabemos cozinhar ao ar livre, fazendo fogo sem fósforo. Demonstramos habilidade com a disciplina através de ordem unida, e temos a criatividade despertada pelas artes manuais. Combatemos, também, o uso do fumo, álcool e drogas.
Trabalhamos em equipe procurando sempre ser úteis à comunidade. Prestamos, também, socorro em calamidades e participamos ativamente de campanhas comunitárias para ajudar pessoas carentes. Em tudo que fazemos procuramos desenvolver amor a Deus e à Pátria e, além disso, formamos muitos amigos!
Nosso Clube está presente em mais de 160 países, com 90.000 sedes e mais de dois milhões de participantes. Existimos oficialmente desde 1950, como um programa oficial da Igreja Adventista do 7º Dia. Meninos e meninas de qualquer fé religiosa podem participar conosco deste movimento que tira da diversidade, o colorido da energia juvenil."
Tenho diversas boas lembranças daquele tempo, além de boas amizades. Quero destacar aqui o Voto e a Lei do Desbravador. Eles são repetidos a cada reunião. São palavras que ecoam até hoje na minha cabeça, e apesar de não conseguir sempre seguir esses ensinos, me esforço para fazê-lo:


Voto
"Pela graça de Deus, serei puro, bondoso e leal. Guardarei a lei dos Desbravadores, serei um servo de Deus e um amigo de todos."


Lei
A lei do Desbravador ordena-me
  1. Observar a devoção matinal;
  2. Cumprir fielmente a parte que me corresponde;
  3. Cuidar do meu corpo;
  4. Manter a consciência limpa;
  5. Ser cortês e obediente;
  6. Andar com reverência na casa de Deus;
  7. Ter sempre um cântico no coração;
  8. Ir onde Deus mandar

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

E porque hoje é sexta...

...já sabe! :-)

Coincidências...


Um criador de galinhas vai até o bar da cidadezinha, senta-se ao lado de uma mulher e pede uma taça de champanhe. A mulher comenta:
- Olha que coincidência, eu também pedi uma taça de champanhe.
- Que coincidência - disse o criador. Hoje é um dia muito especial para mim, por isto estou celebrando.
- Para mim também é um dia muito especial - disse a mulher. Eu também estou fazendo uma comemoração.
- Que coincidência - disse o homem.
Quando eles brindam o homem pergunta:
- E o que você está celebrando?
- Meu marido e eu vínhamos tentando ter um filho faz muito tempo e hoje meu médico disse que estou grávida.
- Qué coincidência - disse o homem. Sou criador de galinhas e durante anos minhas galinhas não eram férteis. Mas, hoje, elas estão botando ovos fertilizados.
- Isto é maravilhoso - disse a mulher. O que é que você fez para que as galinhas se tornassem férteis?
- Usei um galo diferente - disse o criador.
A mulher, sorrindo, ergue a taça de champagne, brinda novamente e diz:
- Mas olha só que coincidência!

Recebido por e-mail da Nádia!