segunda-feira, 4 de outubro de 2010

O que os gerentes de TI precisam saber antes de adotar o BrOffice

O título deste post é o mesmo que está na mensagem original, no site  http://open-ce.com.br/. O autor do post fez um texto em forma de perguntas e respostas e mostra alguma coisas que devem ser consideradas quando se toma a decisão de migrar para o BrOffice. Veja abaixo as perguntas. As respostas, você lê no post original clicando aqui:

"Muitas vezes somos chamados para apresentar o BrOffice para uma empresa. Nestes encontros, sempre surgem as mesmas perguntas. Resolvi então – para ajudar aos gerentes de TI das empresas que querem conhecer o BrOffice e para as empresas que prestam este serviço, escrever através de perguntas e respostas algumas verdades e mentiras que nos deparamos."

01 – O BrOffice é igual ao Office?

02 – Quanto a análise por usuários e não pelo pessoal de TI, que resultados podemos obter?

03 – O Office será eliminado 100% da uma empresa?

04 – Se não é para eliminar toda a despesa com licença, por que devo usar o BrOffice?

05 – As licenças tem duração?

06 – O BrOffice é um programa de aventureiros?

07 – É necessário treinamento para que uma empresa passe a usar o BrOffice?

08 – O BrOffice é incompatível com o Office da Microsoft®?

Um comentário:

João Bosco Maia disse...

Estive já por aqui e cá estou outra vez. Belo espaço para as letras, para a poesia, para o pensamento... para tornarmos mais claros nossos caminhos! Ao mesmo tempo em que te mobilizo para removermos este triste índice de 2 livros/ano por leitor brasileiro (na Argentina são dezoito livros/ano),
te convido a conhecer meus romances. Em meu blog, três deles estão disponíveis inclusive para serem baixados “de grátis”, em formato PDF.
Um grande abraço e boa leitura!