segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Natal x Segurança


"Então é natal..." e também época de abrir os olhos para os "malandros digitais" de plantão. A PCWorld mostra os 12 golpes natalinos mais perigosos da web e como se proteger, além de 5 dicas para a proteção do seu PC e dados pessoais.
Particularmente, acho que não tem nenhuma grande novidade. Mas é sempre bom relembrar os cuidados de sempre: não abrir e-mail de estranhos, não clicar nos famosos links "clique aqui" que aparecem em e-mails, atualize seu software de antivírus (principalmente se você usa Windows, é claro!), não compre em sites que você não conhece, dentre outros.
Vale a pena dar uma olhada!

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Linux gera economia de R$ 250 mil para Prefeitura de Barra do Choça



"A Prefeitura de Barra do Choça economizou aproximadamente R$ 200 mil desde que começou a instalar em seus computadores, em janeiro de 2009, o Sistema Operacional Linux. O valor se refere ao que precisaria ser investido em atualização e aquisição de licenças de softwares proprietários como o Windows e a suíte de aplicativos de escritório Microsoft Office, que inclui o editor de textos Word, de planilhas eletrônicas Excel, de apresentações Power Point, dentre outros."
Leia a matéria completa em: http://www.pronano.com.br/?p=52

Ser grande


Foto tirada no Mosteiro dos Jerônimos, em Lisboa, Portugal - Maio/2008.
"PARA SER GRANDE, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.
Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive."

(Fernando Pessoa)

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Será que vale a pena?


Tem vezes que eu acho que não vou ter mais forças pra continuar tocando a vida, o trabalho, etc. Mas aí, chegou em casa, cansado, irritado pelo trânsito, um calor beirando o insuportável e me deparo com isso:


Não tem recarregador de bateria que supere esse sorriso! Eu esqueço das "dores do mundo", e respondo, sem medo de errar, a pergunta título deste post: SIM, vale muuuito a pena!!

Alguém tem coragem de discordar??? ;-)

Ouvir com empatia


Recebido por e-mail.
"A maior parte das pessoas não consegue escutar com a intenção de compreender; elas ouvem com a intenção de retrucar. Estão sempre falando ou se preparando para falar; filtram tudo através de seus próprios paradigmas e lêem sua autobiografia na vida das outras pessoas. São pessoas que quando ouvem algum relato dizem prontamente: “Ah! Sei exatamente como você se sente! Já passei por isso também. Vou contar o que aconteceu comigo...”.

Já a escuta empática é a escuta com a finalidade de compreender. Ou seja, primeiro compreender, realmente compreender. A empatia não é igual à solidariedade. Não significa concordar incondicionalmente com alguém, mas compreender alguém profundamente, tanto no plano emocional quanto no intelectual. A escuta empática significa muito mais do que registrar, repetir ou mesmo entender as palavras que estão sendo ditas; significa ouvir também com os olhos e o coração. Você ouve procurando entender o significado, o sentimento; ouve para compreender.

Quando você ouve com empatia, você compreende o que acontece; depois você pode se concentrar na solução do problema ou nos conselhos que tem a dar.
É difícil procurar primeiro compreender, diagnosticar, antes de receitar uma solução. É muito mais simples oferecer logo uma solução que vem servindo a você há tanto tempo, sem se preocupar se ela serve ou não à outra pessoa.

Portanto, por mais difícil que seja, procure primeiro compreender antes de aconselhar. Esse é um princípio correto que se manifesta em muitas áreas da vida. É a marca registrada de todos os profissionais de verdade."

(texto de Stephen R. Covey no livro “Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes”)

Que esta semana seja melhor que a anterior!

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Burros motivados


Recebi esta mensagem por e-mail e resolvi compartilhá-la aqui. Os grifos são meus.

Update: Para registrar, quem me mandou a mensagem por e-mail foi a Nádia, minha primeira e mais fiel seguidora!

A revista ISTO É publicou esta entrevista de Camilo Vannuchi. O entrevistado é Roberto Shinyashiki, médico psiquiatra, com Pós-Graduação em administração de empresas pela USP, consultor organizacional e conferencista de renome nacional e internacional.

Cuidado com os burros motivados

Em 'Heróis de Verdade', o escritor combate a supervalorização das aparências, diz que falta ao Brasil competência, e não auto-estima.

ISTO É - Quem são os heróis de verdade?

Roberto Shinyashiki -- Nossa sociedade ensina que, para ser uma pessoa de sucesso, você precisa ser diretor de uma multinacional, ter carro importado, viajar de primeira classe. O mundo define que poucas pessoas deram certo. Isso é uma loucura. Para cada diretor de empresa há milhares de funcionários que não chegaram a ser gerentes. E essas pessoas são tratadas como uma multidão de fracassados. Quando olha para a própria vida, a maioria se convence de que não valeu à pena, porque não conseguiu ter o carro, nem a casa maravilhosa. Para mim, é importante que o filho da moça que trabalha na minha casa, possa se orgulhar da mãe. O mundo precisa de pessoas mais simples e transparentes. Heróis de verdade são aqueles que trabalham para realizar seus projetos de vida, e não para impressionar os outros. São pessoas que sabem pedir desculpas e admitiram que erraram.

ISTO É -- O Sr. citaria exemplos?

Shinyashiki -- Quando eu nasci, minha mãe era empregada doméstica e meu pai, órfão aos sete anos, empregado em uma farmácia. Morávamos em um bairro miserável em São Vicente (SP) chamado Vila Margarida. Eles são meus heróis. Conseguiram criar seus quatro filhos, que hoje estão bem. Acho lindo quando o Cafu põe uma camisa em que está escrito '100% Jardim Irene'. É pena que a maior parte das pessoas esconda suas raízes. O resultado é um mundo vítima da depressão, doença que acomete hoje 10% da população americana. Em países como o Japão, a Suécia e a Noruega, há mais suicídio do que homicídio. Por que tanta gente se mata? Parte da culpa está na depressão das aparências, que acomete a mulher, que embora não ame mais o marido, mantém o casamento, ou o homem que passa décadas em um emprego, que não o faz se sentir realizado, mas o faz se sentir seguro.

ISTO É -- Qual o resultado disso?

Shinyashiki -- Paranóia e depressão cada vez mais precoce. O pai quer preparar o filho para o futuro e mete o menino em aulas de inglês, informática e mandarim. Aos nove ou dez anos a depressão aparece. A única coisa que prepara uma criança para o futuro, é ela poder ser criança. Com a desculpa de prepará-los para o futuro, os malucos dos pais estão roubando a infância dos filhos. Essas crianças serão adultos inseguros e terão discursos hipócritas. Aliás, a hipocrisia já predomina no mundo corporativo.

ISTO É - Por quê?

Shinyashiki -- O mundo corporativo virou um mundo de faz-de-conta, a começar pelo processo de recrutamento. É contratado o sujeito com mais marketing pessoal. As corporações valorizam mais a auto-estima do que a competência. Sou presidente da Editora Gente e entrevistei uma moça que respondia todas as minhas perguntas com uma ou duas palavras. Disse que ela não parecia demonstrar interesse. Ela me respondeu estar muito interessada, mas como falava pouco, pediu que eu pesasse o desempenho dela, e não a conversa. Até porque ela era candidata a um emprego na contabilidade, e não de relações públicas. Contratei-a na hora. Num processo clássico de seleção, ela não passaria da primeira etapa.

ISTO É -- Há um script estabelecido?

Shinyashiki -- Sim. Quer ver uma pergunta estúpida feita por um presidente de multinacional no programa 'O Aprendiz'?
- Qual é seu defeito?
Todos respondem que o defeito é não pensar na vida pessoal:
- Eu mergulho de cabeça na empresa. Preciso aprender a relaxar.
É exatamente o que o Chefe quer escutar. Por que você acha que nunca alguém respondeu ser desorganizado ou esquecido? É contratado quem é bom em conversar, em fingir. Da mesma forma, na maioria das vezes, são promovidos aqueles que fazem o jogo do poder. O vice-presidente de uma as maiores empresas do planeta me disse: 'Sabe, Roberto, ninguém chega à vice-presidência sem mentir'. Isso significa que quem fala a verdade não chega a diretor!

ISTO É -- Temos um modelo de gestão que premia pessoas mal preparadas?

Shinyashiki -- Ele cria pessoas arrogantes, que não têm a humildade de se preparar, que não têm capacidade de ler um livro até o fim e não se preocupam com o conhecimento. Muitas equipes precisam de motivação, mas o maior problema no Brasil é competência. Cuidado com os burros motivados. Há muita gente motivada fazendo besteira. Não adianta você assumir uma função, para a qual não está preparado. Fui cirurgião e me orgulho de nunca um paciente ter morrido na minha mão. Mas tenho a humildade de reconhecer que isso nunca aconteceu graças a meus chefes, que foram sábios em não me dar um caso, para o qual eu não estava preparado. Hoje, o garoto sai da faculdade achando que sabe fazer uma neurocirurgia. O Brasil se tornou incompetente e não acordou para isso.

ISTO É -- Está sobrando auto-estima?

Shinyashiki -- Falta às pessoas a verdadeira auto-estima. Se eu preciso que os outros digam que sou o melhor, minha auto-estima está baixa. Antes, o ter conseguia substituir o ser. O cara mal-educado dava uma gorjeta alta para conquistar o respeito do garçom. Hoje, como as pessoas não conseguem nem ser, nem ter, o objetivo de vida se tornou parecer. As pessoas parecem que sabem, parece que fazem, parece que acreditam. E poucos são humildes para confessar que não sabem. Há muitas mulheres solitárias no Brasil, que preferem dizer que é melhor assim. Embora a auto-estima esteja baixa, fazem pose de que está tudo bem.

ISTO É -- Por que nos deixamos levar por essa necessidade de sermos perfeitos em tudo e de valorizar a aparência?

Shinyashiki -- Isso vem do vazio que sentimos. A gente continua valorizando os heróis. Quem vai salvar o Brasil? O Lula. Quem vai salvar o time? O técnico. Quem vai salvar meu casamento? O terapeuta. O problema é que eles não vão salvar nada! Tive um professor de filosofia que dizia:
'Quando você quiser entender a essência do ser humano, imagine a rainha Elizabeth com uma crise de diarréia durante um jantar no Palácio de Buckingham'.
Pode parecer incrível, mas a rainha Elizabeth também tem diarréia. Ela certamente já teve dor de dente, já chorou de tristeza, já fez coisas que não deram certo. A gente tem de parar de procurar super-heróis, porque se o super-herói não segura a onda, todo mundo o considera um fracassado.

ISTO É -- O conceito muda quando a expectativa não se comprova?

Shinyashiki -- Exatamente.. A gente não é super-herói nem superfracassado. A gente acerta, erra, tem dias de alegria e dias de tristeza. Não há nada de errado nisso. Hoje, as pessoas estão questionando o Lula, em parte porque acreditavam que ele fosse mudar suas vidas e se decepcionaram. A crise será positiva se elas entenderem que a responsabilidade pela própria vida é delas.

ISTO É -- Muitas pessoas acham que é fácil para o Roberto Shinyashiki dizer essas coisas, já que ele é bem-sucedido. O senhor tem defeitos?

Shinyashiki -- Tenho minhas angústias e inseguranças. Mas aceitá-las faz minha vida fluir facilmente. Há várias coisas que eu queria e não consegui. Jogar na Seleção Brasileira, tocar nos Beatles (risos). Meu filho mais velho nasceu com uma doença cerebral e hoje tem 25 anos. Com uma criança especial, eu aprendi que, ou eu a amo do jeito que ela é, ou vou massacrá-la o resto da vida para ser o filho que eu gostaria que fosse. Quando olho para trás, vejo que 60% das coisas que fiz deram certo. O resto foram apostas e erros. Dia desses apostei na edição de um livro, que não deu certo. Um amigão me perguntou: 'Quem decidiu publicar esse livro?' Eu respondi que tinha sido eu. O erro foi meu. Não preciso mentir.

ISTO É - Como as pessoas podem se livrar dessa tirania da aparência?

Shinyashiki -- O primeiro passo é pensar nas coisas que fazem as pessoas cederem a essa tirania e tentar evitá-las. São três fraquezas: A primeira é precisar de aplauso, a segunda é precisar se sentir amada e a terceira é buscar segurança. Os Beatles foram recusados por gravadoras e nem por isso desistiram. Hoje, o erro das escolas de música é definir o estilo do aluno. Elas ensinam a tocar como o Steve Vai, o B. B. King ou o Keith Richards. Os MBAs têm o mesmo problema: ensinam os alunos a serem covers do Bill Gates. O que as escolas deveriam fazer é ajudar o aluno a desenvolver suas próprias potencialidades.

ISTO É -- Muitas pessoas têm buscado sonhos que não são seus?

Shinyashiki -- A sociedade quer definir o que é certo. São quatro loucuras da sociedade:
A primeira é instituir que todos têm de ter sucesso, como se eles não tivessem significados individuais.
A segunda loucura é: Você tem de estar feliz todos os dias.
A terceira é: Você tem que comprar tudo o que puder. O resultado é esse consumismo absurdo.
Por fim, a quarta loucura: Você tem de fazer as coisas do jeito certo.
Jeito certo não existe. Não há um caminho único para se fazer as coisas. As metas são interessantes para o sucesso, mas não para a felicidade. Felicidade não é uma meta, mas um estado de espírito. Tem gente que diz que não será feliz, enquanto não casar, enquanto outros se dizem infelizes justamente por causa do casamento. Você pode ser feliz tomando sorvete, ficando em casa com a família ou com amigos verdadeiros, levando os filhos para brincar ou indo à praia ou ao cinema. Quando era recém-formado em São Paulo, trabalhei em um hospital de pacientes terminais. Todos os dias morriam nove ou dez pacientes. Eu sempre procurei conversar com eles na hora da morte. A maior parte pega o médico pela camisa e diz:
'Doutor, não me deixe morrer. Eu me sacrifiquei à vida inteira, agora eu quero aproveitá-la e ser feliz'.
Eu sentia uma dor enorme por não poder fazer nada. Ali eu aprendi que a felicidade é feita de coisas pequenas. Ninguém na hora da morte diz se arrepender por não ter aplicado o dinheiro em imóveis ou ações, mas sim de ter esperado muito tempo ou perdido várias oportunidades para aproveitar a vida.
Tenham todos uma excelente semana!

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Cúmulo da irresponsabilidade


Notícia veiculada no portal G1.globo.com:
Bebê morre enquanto médico jogava xadrez on-line, diz jornal na China

Criança de cinco meses sofria de infecção ocular.
Oftalmologista confessou a culpa e foi demitido, segundo as autoridades.

Da AFP, em Pequim

Um bebê de cinco meses morreu vítima de uma infecção em um hospital do leste da China, enquanto o médico jogava xadrez na Internet, informa o jornal "China Daily".

O médico, um oftalmologista, foi demitido do hospital infantil de Nankin após o falecimento do bebê.

O doutor Mao Xiaojun afirmou em um primeiro momento que estava trabalhando em uma tese quando o estado da criança, que sofria uma infecção ocular, se agravou.

Mas uma investigação interna revelou que ele jogava xadrez na Internet.

"Ele admitiu que estava jogando depois que nossos técnicos examinaram o computador", declarou Li Shandong, secretário de Saúde da província de Jiangsu.

De acordo com a imprensa oficial chinesa, 11 pessoas, incluindo o diretor do hospital, serão punidas.

O grifo é meu. Agora eu pergunto: se o dito cujo estivesse trabalhando na tese não teria problemas?????

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Liberada a versão Beta 2 do Firefox 3.6



Foi liberada na noite de 10/11/2009 a versão Beta 2 do Firefox 3.6. Essa atualização contém cerca de 190 correções em relação a versão Beta, dentre outras coisas. Algumas novas característica para serem avaliadas:

- Mecanismo para impedir que softwares incompatíveis travem o Firefox;
- Os usuários podem alterar a aparência do Firefox com apenas 1 clique, com o suporte para o Personas;
- O Firefox 3.6 alertará os usuários acerca de plugins desatualizados, para mantê-los seguros;
- Vídeos nativos podem ser visto em full-screen;
- Suporte para o formato de fonte WOFF (Web Open Font Format);
- Melhora na performance de JavasScript, e no tempo de startup;
- Suporte para as tecnologias CSS, DOM e HTML5.

A notícia completa está em http://blog.mozilla.com/blog/2009/11/11/firefox-3-6-beta-2-now-available-for-download/ (em inglês).

As versões para testes podem ser baixadas nos links abaixo:
Nunca é demis reforçar que essa é uma versão ainda instável, portanto, use por sua conta e risco!

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Apagão


Acabo de chegar em casa. São agora 23:36h. Ligo a televisão e vejo no noticiário que 9 estados brasileiros estão sem energia elétrica. Os sites http://www.folha.uol.com.br/ e http://g1.globo.com/ estão fora do ar.
Segundo o portal R7, os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal (6 portanto, diferente do que anunciou o plantão de jornalismo da Band, que anuncia neste momento 9 estados sem energia) estão às escuras.
O problema aconteceu na usina de Itaipu, porém não se sabe ao certo qual foi. O plantão da Band informou também que o problema afetou o Paraguai.
Neste momento, torço de verdade para que nada de mais grave aconteça com os estados afetados, e também pelo breve restabelecimento da situação à normalidade.
Se com energia elétrica a situação de segurança é triste, imagine sem energia elétrica...

Novo padrão brasileiro de plugues e tomadas



Matéria da INFO Abril trás algumas informações sobre o novo padrão de brasileiro de plugues e tomadas, criado pela ABNT.
Na matéria, algumas justificativas para o uso do novo padrão, e resposta a algumas possíveis dúvidas de todos nós, usuários, como por exemplo: "Adaptadores e benjamins serão proibidos?" ou "Terei que trocar as minhas tomadas?".
Leia a matéria (matéria de novo??? tô sem inspiração...) em:
http://info.abril.com.br/noticias/tecnologia-pessoal/adaptador-e-benjamin-nao-serao-proibidos-10112009-29.shl.

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Navegador Firefox completa 5 anos


Imagem: http://softwarelivre.org/projeto-software-livre-bahia/blog/vicente-aguiar-firefox-ja-e-22-da-web

No dia 09/11/2004, foi lançada a versão 1.0 do Firefox. Nos 4 primeiros dias, já atingiu a marca de 1 milhão de downloads! Segundo o blog http://blog.mozilla.com/blog/2009/11/09/five-years-of-firefox/, esse número cresceu para aproximadamente 330 milhões de usuários pelo mundo afora.
Hoje o Firefox é traduzido para mais de 70 línguas e possui mais de 7.000 add-ons (ou complementos), que podemos utilizar para customizar o navegador das mais variadas maneiras.
Para comemorar, comunidades do mundo todo estão aderindo à campanha "Ilumine o mundo com Firefox", cujo objetivo é disseminar ainda mais o Firefox em todo os lugares.
Parabéns a toda a comunidade Firefox, que, na minha opinião, é um dos melhores (senão o melhor) navegador utilizado hoje em dia.

Windows 7 é tudo que o Google queria



Matéria interessante no site da INFO, sobre o Windows 7 e o Chrome OS. No final do texto está a seguinte frase: "Será a primeira vez que uma distribuição Linux terá chances de bater o Windows.". Será mesmo??
Leia a matéria completa aqui.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Google mostra dados que coleta dos usuários


Bem, depois de mais de 1 mês sem postar nada, vou tentar voltar à ativa novamente. O motivo dessa minha ausência é o mesmo de muitos outros: falta de tempo. Mas não vou ficar lamentado o "leite derramado" (ou o post não postado! :-) ). Mãos a obra!

Um nova ferramenta disponibilizada pelo Google (Google Dashboard) mostra os dados dos usuários que são armazenados enquanto navegam. Segundo a INFO On-line, "A novidade é a mais recente tentativa do gigante das buscas de permitir que os internautas tenham mais controle sobre seus dados pessoais."
Leia mais aqui e aqui.